Música na Serra começa neste domingo

Música na Serra começa neste domingo

O Teatro Marajoara, em Lages, será palco da música clássica e erudita, a partir da noite de domingo (21), quando ocorre a abertura da 7ª edição do Festival Internacional Música na Serra, com o concerto da Orquestra Versatilis e mais solistas.

O evento, que termina no próximo sábado (27), e é uma realização do Instituto José Paschoal Baggio, consolida-se a cada ano e traz apresentações de balé, orquestra sinfônica, concerto, coral, além dos espetáculos: Quinteto Versatilis & Quarteto Coração de Potro, e Quinteto Sujeito a Guincho.

O festival tem uma programação intensa, com direito a concertos sociais durante o dia, acadêmicos, na Catedral Diocesana e no Convento Franciscano, e noturnos, no Teatro Marajoara. Todas as atrações são gratuitas e aberta ao público em geral.

Concertos sociais

Os concertos sociais são levados às pessoas que não podem ir aos locais das apresentações tradicionais e, neste ano, ocorrerão na Irmandade Nossa Senhora das Graças, Asilo Menino Deus, Asilo Vicentino, Lar dos Idosos, Abrigo Menino Jesus, Hospital Infantil Seara do Bem, Centro de Atendimento Socioeducativo e Casa de Semiliberdade. Essas apresentações, além de quebrarem a rotina de quem vive nesses lugares, leva música de qualidade a pessoas que, muitas vezes, nunca tiveram contato com este tipo de arte.

Já os concertos acadêmicos acontecem de segunda-feira a sexta-feira, no Convento Franciscano, a partir das 18h10. E, de terça-feira a quinta-feira, a partir das 19h30, na Catedral Diocesana. O objetivo dessas apresentações é alcançar cada vez mais público e divulgar o evento, já que os concertos ocorrem no Teatro Marajoara, onde o público vai até o local, e nos acadêmicos, a música vai até as pessoas, que muitas vezes, se motivam e participam de outros eventos da programação.

Bolsistas

Neste ano, 500 estudantes se inscreveram para participar do festival, eles são de várias regiões do Brasil e até do exterior. Mas já que os alunos são bolsistas, e devido aos recursos disponíveis, foi preciso fazer uma seleção e o responsável por isso foi o diretor artístico do festival, Jean Reis. Foram selecionados 127 estudantes, sendo que 117 conseguiram bolsa integral e 10 terão bolsa parcial. Serão 23 professores dos Estados Unidos, Brasil e Espanha. 

Coral

A apresentação do Coro Infanto-Juvenil, formado por 65 estudantes da rede pública de Lages é uma das atrações mais esperadas do festival. A regente e maestrina Regina Kinjo veio de São Paulo e está desde terça-feira ensinando as crianças e os adolescentes a cantarem de forma harmoniosa. Eles cantarão um repertório composto por músicas brasileiras, hebraicas, inglesas e até caribenha. A apresentação será na quinta-feira (25), no Teatro Marajoara, às 20 horas. 

Os ensaios do coral ocorrem todas as manhãs na Fundação Cultura de Lages. Grande parte do grupo já fez parte de outras edições do festival e possui uma experiência que contribui para a harmonização das canções.

Difundir a cultura é um dos objetivos

Este ano, o festival tem como um dos objetivos a difusão de cultura. Para isso, as atrações vão até o município de Urupema e também em Bom Retiro. Na quinta-feira, ocorreu uma apresentação do coro infanto-juvenil, na igreja matriz de Bom Retiro.

O grupo que se apresentou contou com a participação de alunos do Caic Nossa Senhora dos Prazeres com a Orquestra Soprano, da Escola Mutirão de Lages, com o coral Vozes da Liberdade, o coral Jovens do Amanhã de Bom Retiro, o coral Agnus Dai e a Orquestra de Câmara de Alfredo Wagner. De tarde, eles fizeram um ensaio e à noite, uma apresentação, onde a comunidade pode cantar junto.

Programação

Domingo (21/7)

20 horas, no Teatro Marajoara: Orquestra Versatilis e Solistas

Segunda-feira (22/7)

18h10: Concerto Acadêmico no Convento Franciscano

20h: Teatro Marajoara: Quarteto Coração de Potro &  Quinteto Versatilis 

Grupo lageano de música nativista, que tem uma sonoridade que reflete influências folclóricas de toda a América Latina se junta ao Quinteto Versatilis, um quinteto de cordas formado por professores do festival e que trará ao palco do Teatro Marajoara a fusão da sonoridade folclórica latina com o acompanhamento dos instrumentos de cordas da orquestra, com arranjos do maestro Jean Reis.

Terça-feira (23/7)

18h10: Concerto Acadêmico no Convento Franciscano

19h30: Concerto Acadêmico na Catedral Diocesana

20h: Quinteto Sujeito a Guincho, no Teatro Marajoara

Quinteto de Clarinetes, criado em 1991, o conjunto composto por grandes clarinetistas do país, inclusive o professor de clarinete do FIMS, Luís Afonso Montanha. O grupo  transita entre o erudito e o popular. No repertório, há espaço para Hermeto Pascoal, Gordurinha, Brahms e Vivaldi

Quarta-feira (24/7)

18h10: Concerto acadêmico no Convento Franciscano

19h30: Concerto Acadêmico na Catedral Diocesana

20h: Concerto dos Professores, no Teatro Marajoara

Um dos concertos mais esperados do festival é o concerto de professores. Várias formações instrumentais sobem ao palco e trazem uma grande diversidade de repertório para os ouvintes.

Quinta-feira (25/7)

18h10: Concerto acadêmico no Convento Franciscano

19h30: Concerto Acadêmico na Catedral Diocesana

20h: Apresentação do Ballet e Coro Infanto-Juvenil, e Orquestra Acadêmica, no Teatro Marajoara.

O Coro e o balé infanto-juvenil é formado com crianças e adolescentes da nossa cidade e que a cada ano vem surpreendendo o público com a qualidade de suas apresentações. A Orquestra Acadêmica é também constituída por alunos iniciantes em grande maioria de Lages, proporcionando assim, uma oportunidade desses jovens músicos participarem do festival. 

Sexta-feira (26/7)

18h10: Concerto acadêmico no Convento Franciscano

20h: Apresentação do balé adulto, classe de canto e coro Música na Serra.

O balé adulto é dirigido e coreografado por Lia Comandulli. A classe de Canto Lírico faz seu tradicional concerto trazendo beleza e expressividade. E o Coro Música na Serra é composto por coralistas de Lages, que recebe pessoas com e sem conhecimentos musicais que tenham interesse de fazer música em conjunto e participar ativamente do festival.

Sábado (27/7)

20h: Teatro Marajoara – O concerto de encerramento é o ápice do festival, com a Orquestra Sinfônica Música na Serra, formada pelos alunos bolsistas. Apresentará neste ano um programa de alto nível artístico. O Concerto para Violino e Orquestra de Tchaikovsky, uma obra desafiadora para o solista, que neste concerto será o professor Cármelo de los Santos. Outra grande obra que completa o repertório da noite é a Sinfonia nº 9 do compositor tcheco Antonín Dvo?ák, popularmente conhecida como sinfonia “Do Novo Mundo”, composta após sua mudança para Nova Iorque, onde Dvo?ák conhece novos gêneros musicais folclóricos e utiliza esses elementos na sua obra. A regência do concerto de encerramento é do maestro e diretor artístico do festival, Jean Reis.

 

Fonte: CL Mais


Veja também
Produtores comemoram a valorização da carne da truta na Serra Catarinense Produtores comemoram a valorização da carne da truta na Serra Catarinense
24 de agosto de 2019
Italianos visitam Lages para celebrar o aniversário da heroína Anita Garibaldi Italianos visitam Lages para celebrar o aniversário da heroína Anita Garibaldi
23 de agosto de 2019